Ação Saúde

agosto 12, 2008

Avaliando o nível de conhecimento dos trabalhadores da construção civil em relação a sua saúde ocupacional

Filed under: Enfermagem do Trabalho — marciaheloisa @ 4:55 pm
Tags: , ,

RESUMO

Adentrando no ramo da saúde do trabalhador, um estudo foi realizado através de abordagem qualiquantitativa com os trabalhadores de uma construtora no município de Chapecó, na região oeste do estado de Santa Catarina. A partir da percepção dos trabalhadores, foi buscado o conhecimento a respeito de sua saúde do ponto de vista ocupacional. A relevância deste trabalho se dá devido à necessidade de serem obtidos dados a respeito de doenças ocupacionais na construção civil, visto que esta área possui tal carência. Dá-se, também, pela escassez de relatos de assistência de enfermagem a estes trabalhadores. A saúde do trabalhador da construção civil será beneficiada através de novos dados e relatos de enfermagem, que constituem subsídios para o embasamento da implementação de atitudes de atenção primária. Os participantes dessa pesquisa demostraram ter um nível pequeno de conhecimento a respeito da sua saúde ocupacional e direcionam seus cuidados quase que exclusivamente para a prevenção de acidentes. Do seu ponto de vista, estão protegidos contra acidentes e doenças ocupacionais. Estão contentes com a profissão e vêem-se como pessoas saudáveis. Pelo observado, são indivíduos que possuem pouca percepção de seu corpo e pouco conhecimento a respeito do processo saúde-doença.

Palavras-chave: Enfermagem; Saúde do trabalhador e Construção civil.

Resumo do trabalho de conclusão do curso de enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Cedido pela enfermeira Patrícia Fernandes Albeirice da Rocha. Orientadora: Rita Maria Trindade Rebonatto Oltramari.

junho 20, 2008

RISCOS OCUPACIONAIS DOS TRABALHADORES DE ENFERMAGEM NO AMBIENTE HOSPITALAR: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO

Resumo:

Os trabalhadores de enfermagem na execução de suas atividades laborais diárias encontram-se expostos á diversos riscos ocupacionais, estes por sua vez são os grandes fatores predisponentes a causarem doenças e acidentes de trabalho. Durante muito tempo, em decorrência da maneira fragmentada de ver o mundo, conivente/conveniente ao desenvolvimento da sociedade capitalista, procurou-se atribuir ao trabalhador a responsabilidade por sua saúde. O objetivo deste trabalho foi identificar quais os riscos ocupacionais a que estiveram expostos os trabalhadores de enfermagem no ambiente hospitalar no período de 1998 a 2008. Este trabalho apresenta-se como uma pesquisa bibliográfica realizada por meio de consulta na base de dados da biblioteca virtual LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), além de periódicos, livros e outras publicações eletrônicas de respaldo em território nacional. Inicialmente, foi realizada a leitura dos resumos para identificar a pertinência ao objeto estudado, e posteriormente, buscaram-se artigos os quais foram analisados seguindo o roteiro: informações acerca da origem do artigo; ano de publicação; local onde a pesquisa foi realizada; população estudada- profissionais de enfermagem; riscos ocupacionais identificados no ambiente hospitalar. O tema do trabalho é saúde dos trabalhadores da enfermagem no ambiente hospitalar. Os resultados encontrados evidenciaram que mesmo com todo o conhecimento e informação disponível a respeito dos riscos ocupacionais e das formas de preveni-los, infelizmente ainda são elevados os números de acidentes e doenças ocasionados pelos riscos do trabalho.

PALAVRAS – CHAVE: Riscos Ocupacionais, Acidentes de Trabalho, Doenças Ocupacionais e Enfermagem.

Trabalho de conclusão do curso de enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Acadêmicas de enfermagem Márcia Heloisa Schaefer e Andréia Bertochi. Orientadora: Eliana Buss.

*Caso alguém tiver interesse para publicação e/ou trabalho na íntegra, estou a disponibilização. Márcia

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.